Não Melanoma - Clínica Cancian - Porto Alegre

Fatores de Risco do Câncer de Pele Não Melanoma

É o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta altos percentuais de cura, se for detectado precocemente. Entre os tumores de pele, o tipo não-melanoma é o de maior incidência e mais baixa mortalidade. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular e o carcinoma epidermoide

Entre os fatores de risco estão incluídos indivíduos com cor de pele, olhos e cabelos claros; sensibilidade ao sol; sistema imune debilitado; história familiar de câncer de pele; exposição a radiação artificial (câmaras de autobronzeamento, atualmente proibidas no Brasil). Pessoas com exposição crônica aos raios ultravioletas (como agricultores, trabalhadores em ambientes abertos – garis, carteiros, trabalhadores em construção civil…) também estão sob maior risco.

Prevenção

É o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta altos percentuais de cura, se for detectado precocemente. Entre os tumores de pele, o tipo não-melanoma é o de maior incidência e mais baixa mortalidade. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular e o carcinoma epidermoide

 Entre os fatores de risco estão incluídos indivíduos com cor de pele, olhos e cabelos claros; sensibilidade ao sol; sistema imune debilitado; história familiar de câncer de pele; exposição a radiação artificial (câmaras de autobronzeamento, atualmente proibidas no Brasil). Pessoas com exposição crônica aos raios ultravioletas (como agricultores, trabalhadores em ambientes abertos – garis, carteiros, trabalhadores em construção civil…) também estão sob maior risco.

Sintomas

Feridas que não cicatrizam, coçam e têm sangramento devem chamar atenção, e exigem a avaliação de um especialista. Sinais de pele que mudaram a sua característica durante o tempo também merecem ser examinadas.

Tratamentos

O tratamento começa pela suspeita e realização de uma biópsia. Após o diagnóstico fornecido pela biópsia é que o médico especialista vai programar o tratamento definitivo. Embora esses tumores sejam facilmente curáveis, e a cirurgia consista apenas na retirada de uma margem de segurança ao redor da lesão para garantir a sua retirada completa e diminuir a chance de recidiva; muitas vezes esses tumores tem localização em áreas nobres (rosto, articulações…) nas quais a retirada do tumor pode gerar um defeito estético / funcional não desejável, sendo necessária uma equipe multidisciplinar com cirurgião oncológico, cirurgião plástico e dermatologista para diminuir as sequelas, sem diminuir a chance de cura. O tratamento sempre deve ser individualizado e realizado por um especialista.