Cistos do Ovário - Clínica Cancian - Porto Alegre

O que são os Cistos do Ovário?

Os cistos ovarianos são queixas muito comuns nos consultórios ginecológicos. Geralmente são achados em exames de imagem realizados por outros motivos e que detectam a alteração, como em exames de rotina ou mesmo ecografias solicitadas na emergência durante avaliação de dor abdominal. Nas mulheres jovens, a grande maioria será diagnosticada com lesões benignas como cistos funcionais de resolução espontânea, ou como os cistos dermóides pequenos (teratomas císticos maduros) , nos quais pode-se realizar o manejo de forma conservadora.

Existem casos onde a existência do cisto pode gerar uma situação de emergência pela rotação dos vasos que nutrem aquele ovário, fato conhecido por torção ovariana; ou sangramento que necessite de cirurgia rapidamente. Mas essa não é a regra, e geralmente existem outras condicões associadas (como distúrbios da coagulação) ou mesmo situações anatômicas (como o maior comprimento do ligamento útero-ovárico nas meninas pré-menarca) que podem, na presença de um cisto ovariano, gerar uma situação de risco. 

Embora não seja o mais freqüente, existem casos onde as lesões ovarianas estejam associadas ao diagnóstico de malignidade, mesmo na infância, e por esse motivo a avaliação de um especialista é fundamental.

Sintomas

Os cistos em geral são assintomáticos, mas podem gerar desconforto abdominal, sintomas hormonais (como virilização ou puberdade precoce nas meninas) , aumento da freqüência urinária por compressão da bexiga, aumento do volume abdominal, até quadros de dor abdominal importante por hemorragia ou torção. 

Tratamento

O tratamento sempre deve ser individualizado e realizado por um especialista. Nos casos de lesões sem suspeita de malignidade e pequenas, o tratamento pode ser conservador com exames seriados para acompanhar a resolução espontânea do cisto. Nos casos em que o cisto apresenta alguma característica suspeita, pode ser necessária até mesmo a ooforectomia (retirada completa do ovário) e procedimentos associados nos casos confirmados de neoplasia maligna. É desaconselhável a realização de biópsias ovarianas na avaliação de lesões nessa localização, pois podem comprometer o tratamento das pacientes que tiverem confirmado seu diagnóstico de tumor maligno. Cerca de 10% das lesões ovarianas (de qualquer tipo) terão esse diagnósitico, e a melhor saída nos casos onde houver dúvida é esclarecer todas as possibilidades com seu médico especialista (de preferência um ginecologista com experiência em câncer ou cirurgião oncológico).