Quando a Lipoaspiração é indicada? - Clínica Cancian - Porto Alegre

A Lipoaspiração é um dos procedimentos mais realizados no país. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo – e a Lipo sempre está no topo do ranking.

A cirurgia remodela áreas específicas, removendo o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos e a proporção do corpo. Pois apesar da boa saúde e da prática de exercício físico, algumas pessoas podem, ainda, ter um corpo com contornos desproporcionais devido a depósitos de gordura localizada, o que – muitas vezes – motiva a escolha pela cirurgia.

Mas quando a Lipo é indicada?

Para esclarecermos melhor, vamos falar um pouco sobre o andamento da cirurgia, seu pré e pós operatório, e principalmente, seu público indicado.

Boa leitura!

Como é feito o procedimento da lipoaspiração

É importante iniciarmos esse tópico destacando que o andamento da cirurgia, sua recuperação e seus resultados dependem muito da quantidade de gordura retirada e do local a que foi aspirado, fazendo com que o procedimento tenha suas particularidades.

Mas de forma geral, a cirurgia visa aspirar a gordura localizada em determinada área do corpo utilizando cânulas.

As principais técnicas de lipoaspiração são: lipoaspiração normal (que tem como objetivo retirar o excesso de gordura localizada); a lipoaspiração HD (que tem como objetivo desenhar as linhas da musculatura do abdome);
e também a lipoescultura (que utiliza a lipoaspiração e lipoenxertia para reutilizar a gordura aspirada em outra região do corpo, buscando redefinir o contorno, forma e tamanho da região onde é enxertada a gordura).

Ainda existem as técnicas de lipoaspiração que não são dedicadas a resultados estéticos no abdome, como a lipo de axila e a lipo de papada.

No que se refere à realização da cirurgia, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica classifica a lipo em 3 etapas, sendo elas:

  • Etapa 1 – Anestesia: Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa ou anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.
  • Etapa 2 – Incisão: A lipoaspiração é realizada através de pequenas incisões, praticamente imperceptíveis.

    Primeiramente, a solução líquida estéril é infundida para reduzir o sangramento e o trauma. Em seguida, o cirurgião realiza com o auxílio de cânulas a retirada da gordura localizada através de sucção.

    A gordura é aspirada para fora do corpo, utilizando um aspirador cirúrgico ou seringa ligada à cânula.

  • Etapa 3 – Resultados: A melhora do contorno corporal será aparente quando o inchaço e a retenção de líquido diminuírem. Com práticas contínuas de dieta saudável e de atividade física, a perda de tecido adiposo em excesso deve ser preservada.

Pré-operatório

Como toda e qualquer cirurgia, a lipoaspiração deve ser precedida de alguns detalhes.

Esses detalhes consistem, principalmente, em uma indicação correta do cirurgião plástico a respeito da cirurgia – esclarecendo ao paciente ou seu responsável legal sobre as possibilidades de resultados e os riscos existentes no procedimento. E também, a respeito da importância dos cuidados no pré-operatório e da necessidade do acompanhamento do profissional.

Por isso que, no período que antecede a cirurgia, o paciente deve seguir algumas medidas como: suspender medicações que possam prejudicar a operação (principalmente comprimidos que contenham ácido acetilsalicílico, por exemplo); suspender o tabagismo de 30 a 60 dias de antecedência e, em relação à alimentação, alguns alimentos devem ser evitados pela interferência no sangramento – mas todas essas medidas serão detalhadas pelo médico.

No pré-cirúrgico imediato, é indicado ao paciente fazer jejum de oito horas. O cirurgião responsável pode solicitar exames de cardiologia, sangue, radiografia de tórax e ultrassom da região ou doppler – um exame que permite visualizar os vasos sanguíneos das pernas para verificar possíveis trombos na corrente sanguínea.

Pós-operatório

No pós operatório, por sua vez, a dor é o sintoma mais comum após todas as cirurgias por lipoaspiração. No pós-operatório imediato, é normal senti-la e é comum aparecerem hematomas e inchaços na área operada.

No entanto, as primeiras 48 horas são aquelas que exigem mais cuidados – principalmente com a postura e com a respiração para evitar complicações -, os resultados ficam mais perceptíveis ao final do primeiro mês.

Na maior parte das vezes, a pessoa pode voltar ao trabalho após 7-15 dias da cirurgia – caso não seja muito exigente fisicamente – e vai se sentindo melhor a cada dia.

Para aliviar a dor, o médico prescreve analgésicos e repouso durante a primeira semana. É importante que o paciente siga todas as orientações do cirurgião responsável para que seu pós-operatório seja o mais tranquilo possível e com o mínimo de riscos, até conseguir a liberação médica para retomar a rotina normal aos poucos.

Consultas no pós-operatório

Podemos iniciar mencionando o fato de que a cirurgia plástica é com o cirurgião plástico, e o pós-operatório é com Fisioterapeuta. As sessões de drenagem linfática ou fisioterapia manual podem auxiliar bastante na recuperação e processo de cicatrização.

O primeiro passo é fazer uma avaliação do paciente para se ter noção de quantas sessões vai precisar. Tudo depende do processo cicatricial de cada paciente e do tipo de cirurgia (avaliar o trauma cirúrgico).

Mas geralmente para um pós-operatório de lipoaspiração, são necessárias de 7 a 10 sessões. As sessões são realizadas de uma a duas vezes por semana e em alguns casos de 15 em 15 dias.

A Fisioterapia conta com um apanhado de técnicas que, quando utilizadas de formas adequadas, conseguem promover uma satisfatória cicatrização dos tecidos – fazendo com que o paciente retorne às suas atividades de vida diária o mais breve possível, sem dor, edemas, equimose, fibroses e aderências. Além de corrigir significativamente a postura, trazendo resultados já em um primeiro contato.

Quando a Lipo é indicada?

Como mencionamos no início do conteúdo: algumas pessoas podem ter contornos desproporcionais devido a depósitos de gordura localizada, apesar da boa saúde e da prática de exercício físico.

Estas áreas podem ser provenientes de características genéticas, da falta de controle do peso ou de atividade física. Nesse cenário, a lipoaspiração é utilizada para tratá-las em diversas partes do corpo, incluindo coxas, braços, papada, cintura, costas, parte medial do joelho, axila entre outras.

Porém, é fundamental ressaltar que a lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade, nem visa o emagrecimento. Ou seja, pessoas que estão bem acima do peso e apresentam excesso de gordura não devem ser submetidas ao processo, porque este não substitui a prática de exercícios físicos e os bons hábitos alimentares.

Pacientes que se exercitam e mantêm uma rotina saudável, mas que não conseguem eliminar áreas de gordura, são os melhores candidatos a este procedimento.

Lembrando que a cirurgia só deve ser feita após os 18 anos, não sendo recomendada para adolescentes por uma série de fatores – como o fato de que o metabolismo jovem favorece a redução de gordura mediante disciplina alimentar e atividade física.

Além disso, pacientes com mais de 60 anos devem ter uma avaliação criteriosa para cirurgia, pois a idade avançada traz perda da elasticidade da pele (colágeno e elastina), e a retirada da gordura (que mantém a pele um pouco mais esticada) deixaria o corpo mais flácido.

Escolha do cirurgião plástico

Para finalizar, lembramos que o que define o andamento da cirurgia, sua cicatrização e seus resultados é o profissional que vai fazer a operação e o local onde será realizado o procedimento.

É necessário muita atenção na hora de escolher a clínica e o cirurgião plástico. É preciso, inicialmente, obter referências do médico – que apresente título de especialista registrado no CRM (Conselho Regional de Medicina) e seja membro da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).

Na Clínica Cancian, a equipe é formada por médicos capacitados e qualificados, que darão o devido acompanhamento e atenção à realização do seu procedimento conforme a área e aos seus objetivos. A cirurgia sempre é realizada em hospitais de referência na capital (PUCRS, Mãe de Deus, Blanc e Hospital Moinhos de Vento).

Conheça o Dr Lucas Cancian!

Depoimentos

“Só tenho a agradecer pelo Dr. Lucas por todo empenho e dedicação ao meu caso.”
Ursula Baldi

“Depois de consultar com diversos outros médicos, optei pelo Dr. Lucas pela segurança transmitida na consulta. Uma das decisões mais acertadas… Ele esclareceu todas as minhas dúvidas e o melhor é que o procedimento ficou super natural, sem falar na atenção dele no pós-operatório. Super indico! Profissional excelente!”
Márcia Gomes Azambuja

“O Dr. Lucas é sempre muito atencioso e sincero em relação as minhas dúvidas sobre procedimentos. Muito cauteloso e responsável, me atende sempre com calma. Tem um senso estético muito apurado, além de se preocupar com o resultado e a satisfação do paciente. Super indico!”
Renata Troggian

“Me senti muito confortável no consultório, profissional atencioso, esclareceu minhas dúvidas e os tratamentos foram exatamente como eu gostaria, indico 100%”

Heloisa Rocha

Agende uma consulta agora

4 + 5 =